EM_LOGO_transpare.png
Etnomatematicas transparente.png
White on Transparent.png
VEm.png
 

Camila Santos da Silva

Matemática humanista: uma visão além dos cálculos


Fiquei sabendo sobre os eventos do VEm Humanista no grupo do GEPEm-USP, fiquei entusiasmada com os temas que seriam discutidos, já que sempre acreditei em uma matemática que vá além dos cálculos.

A proposta de ter em um dia a apresentação e no outro o debate, foi espetacular, pois construímos em um dia o tema e na sequência pudemos tirar as dúvidas. Percebemos o movimento de uma matemática fora da caixinha onde ela se encontra hoje. A participação no curso foi de grande valia, pois em cada encontro era como se os assuntos dessem “liga” e ali eu conseguia construir uma parede sólida. Começamos com D’Ambrosio onde os sentidos foram tão holísticos que os senti em meu coração. Quando o professor D’Ambrosio traz as diversas matemáticas existentes na sala de aula é com

“[...] a ênfase do conteúdo e da quantidade de seus conhecimentos que a criança adquira, para uma ênfase na metodologia que desenvolva atitude, que desenvolva capacidade de matematizar situações reais, que desenvolva capacidade de criar teorias adequadas para as situações mais diversas [...] “(D’ AMBROSIO, 1986, p. 14).

E para fechar com chave de ouro teve Carlos, que nos colocou perante a matemática das escolas, que na maioria das vezes não serve como mola. E relata

“Aprender matemática é muito mais do que ser capaz de descrever: é ser capaz de escrever. Para auxiliar um aluno a aprender, o professor precisa considerar o que ele e seu aluno trazem no peito e na cabeça, a ponto de iluminar significados que o farão escrever (MATHIAS, 2015, p.3)”

Ao falar da aprendizagem que essa experiência trouxe, existe uma definição de como saio desses encontros e ela é: gratidão, pois me deu forças, ideias e noção de que não estou só nessa jornada, de trazer para a sala de aula as diversas matemáticas que está em cada um de nós.

D’ AMBROSIO, U. Da realidade à ação: reflexões sobre educação e matemática. São Paulo: Summus: Campinas: Ed. da Universidade Estadual de Campinas, 1986.

MATHIAS, C. Ser Professor é uma Arte de Fim Social. Niteroi: UFF, Jornal Dá Licença, Ano XX, n.65, p.3, out-dez/15, 2015. ISSN: 2236-9007. Disponível em: https://www.dropbox.com/s/0hegmifk3dfs2ey/Jornal65.pdf?dl=0. Acesso em 26/11/2020.