EM_LOGO_transpare.png
Etnomatematicas transparente.png
White on Transparent.png
VEm.png
 

Geciara da Silva Carvalho

Encontros Etnomatemáticos numa Perspectiva Humanística


Este trabalho objetiva expressar as contribuições do evento “Vem Humanistas” para minha formação docente. O evento foi extremamente elucidativo, com temáticas atuais e contextualizadas. Esta afirmação se justifica, por alguns motivos.

Primeiro, por ter pautado discussões do Programa Etnomatemática e o conceito de Matemática Humanista como ciclos do conhecimento, numa visão de matemática como empreendimento humano, que está entrelaçada em uma perspectiva interdisciplinar e transdisciplinar, ou seja, holística. Considerando as reflexões articuladas por D’Ambrosio (2020).

Em segundo, no evento apresentou-se um levantamento de trabalhos em Etnomatemática que olham para as culturas africanas que se articulam com as regiões do nordeste brasileiro. Para Fernandes (2020), no caso da inserção da Etnomatemática na formação do docente, a utopia e a realidade possuem fissuras e distâncias enormes sob o ponto de vista de afastamento e de aproximação cultural. No entanto, pode ser uma ação real mesmo que de forma íngreme onde as tênues barreiras entre saberes vão sendo desfeitas. Muitas curiosidades e conhecimentos foram compartilhados. As ticas das matemas de várias etnos: caminhos para decolonialidade do currículo escolar, foram abordados em cenários criativos como o do povo ChoKwe que utilizava um sistema de unidade de medida diferente do sistema de numeração decimal.

O evento apontou, ao longo das palestras e debates, a necessidade de desmitificar as “ciências” e o reconhecimento de uma diversidade de matemáticas oriundas de contextos culturais, políticos, econômicos e sociais distintos por meio de experiências em que a Matemática se manifesta no mundo de forma diversa. Dessa forma, se espera que pesquisadores e professores se baseiem em novas formas de pensar à realidade a partir dos domínios socioculturais dos estudantes articulando com o conhecimento do currículo escolar.

D’Ambrosio, U. Visão historiográfica da Etnomatemática como empreendimento humanista. Youtube. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=L2yEBOAtAx8&feature=youtu.be >. Acesso em: 20 nov. 2020.

FERNANDES, M. F; SANTOS, A. C. Etnomatemática na formação docente: utopia e realidade e "TICAS das MATEMAS de várias ETNOS: Caminhos para decolonialidade do currículo escolar. Youtube. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=W53dl2HwdPk&feature=youtu.be >. Acesso em: 20 nov. 2020.